Axis Wellness Club

Osteoporose e exercício físico – prevenção e tratamento

Embora muitos a considerem uma doença, a osteoporose não é mais do que uma condição física relacionada com o envelhecimento natural do ser humano. Com o passar dos anos, a perda de massa óssea é inevitável, os ossos tornam-se mais frágeis e consequentemente o risco de fraturas aumenta. Sendo assintomática, a maioria das vezes só é diagnosticada quando ocorre uma fratura.

A osteoporose surge como consequência da perda de densidade dos ossos, o que os torna mais finos e fracos e propensos a fraturas. Embora todos os ossos possam ser afetados por esta doença, os mais suscetíveis a quebrarem são os ossos da anca, coluna e pulso.

Existem alguns fatores de risco não modificáveis que podem aumentar a probabilidade de vir a desenvolver esta doença. Entre eles encontram-se ser do sexo feminino, a menopausa, a existência de história familiar de osteoporose, ter mais de 50 anos, ser excessivamente magro ou muito magro e de pequena estatura. Apesar de a osteoporose ser mais frequente nas mulheres, os homens também podem ter esta doença.

Existem fatores de risco associados ao estilo de vida que podem ser modificados: consumo excessivo de bebidas alcoólicas, fumar, uma dieta pobre em cálcio e vitamina D e uma vida sedentária são considerados fatores que aumentam o risco de desenvolvimento de osteoporose.

Existe forma de prevenir ou travar a osteoporose? Pode o ginásio ser um aliado na prevenção da doença? A resposta é… sim! Uma vida ativa e a prática regular de exercício físico são muito importantes para a saúde dos ossos, em todas as fases da vida. Não se esqueça que o grande inimigo dos seus ossos é a vida sedentária, na mesma medida em que o ginásio poderá ser um grande aliado.

 

Durante o crescimento e até à fase dos 30/35 anos, a atividade física regular ajuda a atingir uma densidade mineral óssea ideal e a partir dessa idade contribui para que a perda óssea estabilize ou seja mais lenta. Mesmo que já tenha osteoporose ou tenha sofrido uma fratura é importante fazer exercício físico para manter a massa óssea estável e reduzir o risco de fratura. O exercício físico ajuda a melhorar a força muscular e a manter uma boa postura, contribui para melhorar o equilíbrio e diminuir o risco de queda, ajuda a reduzir as dores crónicas nas costas e também pode prevenir ou diminuir as deformações da coluna provocadas pela osteoporose.

Nem todos os exercícios são, no entanto, recomendados para quem tem osteoporose. «Aliás, deve mesmo falar com um profissional do exercício físico ou médico antes de iniciar qualquer programa de atividade física. O exercício adequado vai depender da gravidade da sua osteoporose», refere o Professor João Quesado, Diretor Técnico do AXIS WELLNESS. Existem três graus de osteoporose (osteopenia, osteoporose e osteoporose severa), o que obriga a uma análise profissional para aferir da existência de outros problemas de saúde e da sua condição física.

Existem exercícios físicos específicos que são importantes na prevenção da osteoporose mas também na prevenção e redução do risco de quedas, devido ao trabalho realizado ao nível do equilíbrio. «Por norma, não se aconselha realizar mais do que três sessões de exercício por semana, com duração variável mediante o nível de osteoporose», sublinha, contudo, João Quesado, que assegura que nos clubes AXIS WELLNESS, através do serviço de exercício clínico tem acesso  a «profissionais de saúde que prestam todo o apoio necessário na definição de um plano de exercício específico e individual, determinante para uma melhoria significativa da sua condição».

«Os melhores tipos de exercício para quem sofre de osteoporose são os que envolvem carga (como por exemplo a marcha, e aeróbica de baixo impacto) e exercícios com resistência (usando pesos livres, aparelhos ou fitas de borracha) que são fundamentais à colocação de pressão óssea, essencial no processo de aumento da densidade mineral óssea», recomenda o Diretor Técnico do AXIS WELLNESS. Apesar de os exercícios aquáticos serem recomendados, não são, por si só, suficientes para quem pretenda aumentar a massa óssea. «A natação e a hidroginástica suave podem ser recomendáveis sobretudo para quem já teve fraturas vertebrais, uma vez que a impulsão da água reduz o esforço exigido bem como a probabilidade de sentir dor ao executar os movimentos. Além disso são modalidades que contribuem para aumentar a força muscular», defende o especialista.

A elaboração de um esquema de prevenção é fundamental. «O segredo está em iniciar um plano de exercício que lhe dê prazer e aproveitar ao máximo os benefícios que a atividade física proporciona em qualquer idade, tentando conciliar o controlo da perda óssea com a satisfação de viver uma vida mais ativa e saudável. Lembre-se que a prevenção é a melhor amiga no combate à osteoporose», adverte.

O AXIS WELLNESS disponibiliza serviços de Exercício Clínico como coadjuvante terapêutico a pessoas portadoras desta patologia, nomeadamente o programa AXIS Osteoporose onde são ministradas aulas em pequenos grupos, devidamente orientadas por Fisiologistas do exercício, e com avaliações frequentes.

Saibam mais sobre o programa AXIS Osteoporose clicando aqui ou através dos nºs 258 847 555 (Viana do Castelo) ou 258 938 554 (Ponte de Lima).